Qual é a definição de criptomoeda?



Por alguns motivos a criptomoeda leva uma má fama. A palavra criptografia geralmente implica em aquilo que contém segredo, está oculto ou guardado. Mas, na realidade, as criptomoedas são geralmente abertas, transparentes e verificáveis.


A parte moeda da criptomoeda também é um tanto problemática para quem está iniciando nesse novo mundo porque, embora as criptomoedas possam atuar como uma forma de meio de pagamento como qualquer outra moeda fiduciária, elas também têm uma ampla variedade de outros usos, que vão desde uma camada de infraestrutura financeira programável a um armazenamento digital de valor e uma nova forma de computação. Um exemplo disso é a Bitcoin na qual sua função principal é ser uma moeda do tipo que você paga ou recebe e também como reserva de valor, enquanto a Ethereum foi criado para ser um supercomputador que permite a programação de diversas plataformas descentralizadas, contratos inteligentes e transações da criptomoeda Ether entre vários tokens. Tudo isso foi criado em base da tecnologia da Blockchain, que surgiu junto com o Bitcoin em 2008.


Mas o motivo pelo qual são chamadas de criptomoedas é que todas elas têm ou é semelhante de ser um ativo digital ou sistema descentralizado de troca que usa criptografia de chave pública para criar um sistema de carteiras e chaves privadas.


No universo da criptomoeda suas principais funções são proteger as transações financeiras, controlar a criação de unidades adicionais e verificar a transferência de ativos.

21 visualizações0 comentário