Como investir em 2021



O Brasil teve um ano péssimo, e isso não novidade em nenhum jornal.


A pandemia travou a economia global e o Brasil não seria menos afetado neste cenário. Foi preciso que o governo adotasse medidas iguais aos demais em ajudar as empresas e sua população, para isso foi feito gastos em pacotes de estímulo com intuito de ajudar a economia manter as empresas e os funcionários com algum tipo de renda. O que se diz na rua é que, assim que a pandemia se dissipar esperançosamente no início do próximo ano, o Banco Central do Brasil (BCB) será o primeiro a começar a aumentar as taxas de juros tirando assim o paraíso que estava investir na bolsa de valores já que a renda fixa não valoriza tão bem o capital investido, por outro lado ao aumentar a taxa de juros abre espaço para estrangeiros alocar mais dinheiro em nossos títulos públicos, resta saber se vão gerir bem esse capital aportado no Brasil.

O Brasil é um dos maiores mercados de títulos soberanos do mundo, mas com rendimento de 2%, uma baixa histórica, fica inviável investir em um país de alto risco tendo como opção os EUA mesmo com taxa inferior, mas com alto nível de segurança. É por isso que o real brasileiro está em se u nível mais fraco, sendo negociadas em grande desvalorização as demais moedas do mundo.

Para 2021 ainda vai existir diversas de investimentos, 2020 foi o ano das oportunidades históricas, quem teve sangue frio conseguiu multiplicar seu capital em mais de quatro vezes, Bolsa de valores negociada a 63 mil pontos, Bitcoin foi a 25 mil reais, chances como essas não veremos tão cedo, vamos ver o que podemos ficar de olho para estudar de perto.


Ações


Setores de construção civil tende a ganhar com as expectativas dos bancos terem que liberar mais crédito para financiamento de casas e apartamentos. O motivo é simples, na pandemia as empresas tiveram que se reinventar, trocando o trabalho presencial pelo Home Office, famílias inteiras tiveram que se adaptar a nova rotina e com a necessidade reduzida de ir ao escritório na semana sendo de duas a três vezes, no novo “normal” é possível ver que existe a possibilidade de trocar a capital pelo interior já que a ida ao trabalho vai ser com menos frequência, vão precisar de espaços maiores para adaptar sua rotina de trabalho, neste modelo terão que comprar financiar e alugar moradias maiores. Bancos terão mais dinheiro a juros no longo prazo, construtoras e imobiliárias terão mais clientes solicitando seus serviços para compra ou aluguel, um boom imobiliário no Brasil não seria descartado em 2021.


Fundos imobiliários


Fundos de investimentos imobiliários do setor de lajes corporativas tendem a sofrer ainda mais no curto prazo, a XP Investimentos é um exemplo no qual migrou para Home Office permanente o trabalho dos seus colaboradores. Com a possível alteração da taxa de juros básica do Brasil para 2021, uma opção a ser estudada seria os fundos imobiliários de recebíveis, logística e renda urbana.


Commodities


O setor digital cresceu de forma absurda em 2021 devido a crise mundial forçando as pessoas a ficarem em casa e mirando nos serviços de plataformas digitais. O setor de logístico setor que faz o tráfego do produto físico sobrecarregou a rede de transportes de mercadoria global mesmo produzindo o suficiente do produto físico para atender à demanda. Não seria estranho estudar com m ais profundidade o setor de mineração onde houve pouca atenção por parte dos investidores. Se olharmos os números das últimas semanas cobre estava fechando em US $ 8.000 por tonelada, o zinco se aproximando de US $ 3.000 / t, o níquel também com US $ 17.500 / te mesmo o estanho frequentemente ignorado subiu para mais de US $ 20.000 / t. O minério de ferro fechou a penúltima semana de 2020 em US $ 158,5 / t para finos de 62% (e US $ 153,3 / t para finos de 58%). Além disso, commodities que passam despercebidas e eram alvo de frenesi de investidores no passado - lítio e, em particular, urânio - estão agora de volta aos holofotes dos investidores, a produção de energia limpa advinda do urânio tem grande participação pela valorização das commodities e ações de empresas ligadas a este setor.


Criptomoedas


Novas criptomoedas sempre vão ser criadas a todo o momento, mas o Bitcoin nunca sai de moda. No final de novembro de 2020, o Bitcoin surpreendeu a todos os tipos de investidores ao atingir novo recorde histórico de $ 19.857, estendendo seu ganho até o momento para 200 por cento. O rali pode continuar em 2021. Analistas de todas as partes do mundo compartilham opiniões unânimes sobre o futuro do Bitcoin nos próximos 12 meses e além, prevendo incríveis $ 100.000, $ 170.000 e até $ 318.000 de metas de preços para o BTC.


Fonte: Plataforma de negociações em cripto Vector.

De acordo com o gráfico acima, em um possível rompimento dos R$ 160.000 o Bitcoin tem um alvo agressivo com alta de 50,67 por cento alcançado a marca de R$ 223.000. Se nenhum fato novo que possa prejudicar o preço do Bitcoin, este seria o cenário para 2021 para esta criptomoeda.


Ethereum o rei dos financiamentos descentralizados (Defi)


Segunda maior criptomoeda do mercado deste segmento mostrou um ótimo desempenho durante o desafiador 2020. Em dezembro de 2020, a segunda maior criptomoeda depois do Bitcoin, a Ethereum tinha uma capitalização de mercado de US $ 68,127 bilhões. A criptomoeda começou o ano sendo negociada em torno de R$ 529,26 e subiu para cerca de R$ 3.900, o que representa um aumento de 636% em um período de 12 meses. Por que o Ethereum é considerado a melhor tecnologia de criptografia para se investir? A rede blockchain de código aberto Ethereum foi criada para ser muito mais que uma reserva de valor e moeda de troca, uma das suas principais funções é ser uma rede preferencial para aplicativos descentralizados (dApps). Além de sua criptomoeda nativa, Ether (ETH), a plataforma suporta outras plataformas de criptografia, como Uniswap (UNI), Maker (MKR) e Aave (AAVE), que atuam no setor de Finanças Descentralizadas, os bancos não só do Brasil mas ao redor do mundo estão estudando aplicando esta tecnologia em sua estrutura financeira.


Fonte: Plataforma de negociações em cripto Vector.

De acordo com o gráfico a ETH tem alvo em R$ 5.800 para 2021, uma alta de 52%.


Litecoin


No momento em que escrevo, o Litecoin está oscilando em torno de R$ 670 a R$ 700, o que o torna bastante acessível. A capitalização de mercado do LTC é de US $ 8,40 bilhões. A criptomoeda tem custo de tempo muito baixo para mineração e uma recompensa de bloco alta de 25 LTC. A Litecoin não teve o melhor desempenho do ano, porém ela nunca saiu das 10 criptomoedas mais populares e 2021 não será uma exceção. O lançamento do primeiro jogo de fantasia RPG baseado em Litecoin descentralizado LiteBringer, onde cada movimento do jogador é uma transação, trouxe benefícios para todo a rede blockchain. O desempenho impulsionado pode servir como um driver de preço positivo com os analistas da CoinSwitch prevendo uma meta de preço de $ 600 para o Litecoin em 2021.


Fonte: Plataforma de negociações em cripto Vector.

Em um cenário que a Litecoin rompa os R$ 727,00 ela tem alvo em R$ 990,00.



Baixe nosso relatório em PDF


Investimentos para 2021
.pdf
Download PDF • 655KB






2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo